História Desde 1945 imprimindo sua marca em grandes obras.

Fundada em 1945, dedicou-se a BRASIL inicialmente, e durante 8 anos, aos serviços de Construção Industrial e Civil, estendendo suas atividades a partir de 1953 aos serviços de Terraplenagem e Pavimentação. Naquele ano, iniciou a construção do Aeroporto de Londrina, que, ao ser entregue, tornou-se então um dos mais modernos e importantes Aeroportos do País, eis que situado numa região de precária malha rodoviária, muito contribuiu para o progresso do Paraná.
Hoje com um “know – how” de mais de 65 anos em Obras de Engenharia em geral, a Empresa participou de importantes projetos, muitos deles pioneiros e que contribuíram para o desenvolvimento das regiões em que se acham inseridos.
No setor rodoviário, junto ao DNIT (antigo DNER), executou inúmeras obras, muitas delas de difícil execução empreendendo sempre uma tecnologia moderna.
Assim é que, a partir de 1957, executou um trecho de 100 Km, na implantação e pavimentação da Rodovia Fernão Dias (BR-381), importante ligação entre São Paulo e Minas Gerais, estando o trecho que executou no sul deste Estado, situado entre as cidades de Pouso Alegre e Extrema. Quando da duplicação da Rodovia, algumas décadas após, o trecho executado pela BRASIL era o que apresentava melhores condições estruturais, entre todos os demais trechos da mesma rodovia.

Ainda dentro do pioneirismo que caracterizou sua atuação ao longo de todos esses anos, executou um trecho de 80 Km da Rodovia Rio-Bahia (BR-116), entre Leopoldina e Muriaé, projeto vital para a ligação com o Norte do País. O trecho executado pela BRASIL compreendeu um volume de mais de 9.000.000 de metros cúbicos de terraplenagem.

Da mesma forma, a execução de cerca de 200 Km nas Rodovias do Prodoeste (BR-364/MT e BR-163/MT), no Estado do Mato Grosso. A partir dessas obras é que a região teve grande impulso em seu desenvolvimento, sendo hoje um dos grandes centros de produção agrícola e pecuária do País.

Ainda no campo de terraplenagem e pavimentação de estradas, a Empresa Construtora Brasil executou várias obras para alguns Departamentos Estaduais de Estradas de Rodagem, destacando-se os de Minas Gerais, Espírito Santo, Estado de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Maranhão, Bahia e Pará.

No estado do Pará executou a implantação de 40 Km de Estrada de Ferro Carajás, para a Companhia Vale do Rio Doce, num dos maiores desafios enfrentados ao longo de sua história, inclusive com produção e fornecimento de lastro de cerca de 1.300.000 toneladas de brita.

Outro grande desafio foram os serviços prestados no Garimpo de Serra Pelada, contratados com a Cooperativa dos Garimpeiros de Serra Pelada – COOGAR/CEF. Esses serviços foram prestados na cava do Garimpo, onde simultaneamente trabalhavam milhares de garimpeiros, em condições de trabalho totalmente adversas, o que exigiu da BRASIL grande preocupação com os problemas sociais daí advindos.
Ainda no Estado do Pará executou a implantação da Rodovia PA-150, numa extensão de 45 Km entre Marabá e Igarapé Barreira Branca.

Demonstrando sempre muita versatilidade no campo da engenharia de construções, construiu a barragem de rejeitos da Mina do Germano para a SAMARCO MINERAÇÃO S/A, no município de Mariana em Minas Gerais.

A BRASIL foi a primeira empresa a executar na cidade de Belo Horizonte obra urbana com passagem inferior ou pelo sistema denominado trincheira, inaugurada em 1985.

Por outro lado, graças ao conceito de que sempre desfrutou junto aos órgãos públicos, para os quais vem trabalhando, a BRASIL tem sido convidada com freqüência a participar de licitações pertinentes à realização de grandes projetos industriais em desenvolvimento no País.

Ao longo de sua história foram mais de 200 contratos executados para os diversos clientes elencados neste trabalho, onde alguns destes projetos são de destaque nacional.

O grande sucesso e o constante desenvolvimento da BRASIL, baseiam-se na sua dinâmica estrutura administrativa e operacional e numa avançada tecnologia.

Valorizando o homem e seu aperfeiçoamento profissional, a Empresa Construtora Brasil, tem a estratégia de seu desenvolvimento no tripé Técnica, Qualidade e Solidez, orgulhando-se de estar sempre presente na construção de novos caminhos para o desenvolvimento.

A ECB no final do ano de 2012 concretizou a associação com o Grupo Mota-Engil que participa em 50% desta sociedade.